30 Março 2017
pt | en Contactos | Mapa do Site
Página Inicial > A Cidade > Elevação a Cidade
Elevação a Cidade (1508) Versão para impressão Enviar por E-mail

Nos finais deste século XV e com a vigência à frente da Ordem de Cristo de D. Manuel, duque de Beja, incentiva ele próprio o planeamento e a estruturação da progressiva e próspera vila, mandando levantar os Paços do Concelho e dos Tabeliães, aptos a funcionar em 1491, enviando o pelourinho da vila, então denominado por "picota" (1486), mandando levantar uma igreja nova, começada em 1493 e depois elevada à categoria de Sé Catedral, em 1514 e quase ao mesmo tempo, mandando levantar um hospital e a nova alfândega do Funchal.

 
Praia da Cidade 1850, Frank Dilon
FunchalAntigo2 535 230

 

Com o início do século XVI, em 1508, o Funchal é elevado à categoria de cidade e, poucos anos depois, em 1514, é elevado a sede de bispado, mais tarde e após a criação das dioceses de Angra, Cabo Verde, S. Tomé e Goa, ainda a arcebispado, tendo como sufragâneas aquelas novas dioceses.
A cidade desenvolve-se então por uma longa rua ribeirinha, que ao longo do seu percurso e história vai conhecendo vários nomes, como Santa Maria, dos Caixeiros, Alfândega e dos Mercadores, da qual nascem perpendiculares, bordeando as três ribeiras que atravessam o largo vale e se dirigem para as serras. A primeira e principal foi a Rua Direita, nascendo na foz das Ribeiras de João Gomes e de Santa Luzia e depois o caminho que vai para o Palheiro, o caminho que vai para o Monte, o caminho que vai para Santa Luzia, o caminho e Calçada de Santa Clara e assim sucessivamente. Paralelamente à rua principal ribeirinha irão surgir outras, como ao longo do calhau, a Rua da Praia, e entre as Ribeiras de Santa Luzia e de São João, a Rua da Carreira, "pelos cavalos que costumam correr nela", como refere o cronista Gaspar Frutuoso e que se repetirá em Câmara de Lobos, em Angra, nos Açores, em Mazagão, no Norte de África e em várias povoações do Brasil.

 




 
Mapa do Site | Sugestões | Condições de utilização | Privacidade | © 2017, Municipio do Funchal Facebook | Twitter | RSS